quarta-feira, 26 de abril de 2017

ILUSÂO

Tão perto                                                                        
Mª. Laís Fett/ Rio Grande do Sul, Brasil

tão longe de ti 
e de mim.

A lágrima caiu
eu a escondi
longe de ti

E se alguém vê
a lágrima que escondi
longe de ti

Caminho isolada
desnudada, desamparada
a noite é silente
para quem ama
a ilusão se repete e toma ares de gente
espíritos velozes passam por mim
Me desconhecem

Eu subo ao palco
represento minha peça
saio na ilusão do viver
e do esperar
o canto de meus versos
repetidos por essa ilusão

E de novo te encontro
depois de te ter perdido!


Maria Luísa Adães



Visualizações : 261

15 comentários:

emanuel moura disse...

Belíssimo querida amiga ,sentir a percepção dos sentimentos ,muitos beijinhos felicidades .

Maria Luisa Adães disse...

Graças por tua amizade e lembrança de mim!


Mª. Luísa

AMBAR disse...

Sentimientos profundos llenos de esperan.
El reencuentro llena de ilusión la vida.
Un abrazo.
Ambar

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso poema! Amei de coração. Parabéns

Beijinhos

Toninho disse...

Muito lindo e sempre forte o sentimento, que mesmo em face de desilusão
espera e sonha e a vida é mesmo esta coisa cíclica da sua linda inspiração.
E uma nau leva nossos sonhos singrando os mares muitas vezes não tão amigo.
Mais uma bela obra de sua poesia querida Luisa.
Tenho uma inspiração lá que fala de iluminadas como você, são as Encantadoras de palavras.
Sinta-se homenageada na minha simples poesia.
Bjs de paz minha amiga.

Ana Bailune disse...

Gosto quando o poema fala de uma história.

Franziska disse...

Es una bella historia que se encuentra con la esperanza del reencuentro. La esperanza es una bella compañera, es la mejor recompensa al dolor, es como una estrella en la vida,

Siento que hay un canto a la posibilidad de que algo bueno va a suceder.

Un fuerte abrazo, la imagen del velero con su rojas velas es una preciosidad y con una estrella en la proa. Precioso.

Maria Luisa Adães disse...

Para todos

os meus agradecimentos


Maria Luísa

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Estive ausente e regressei.

Não há que esconder a lágrima...ela é bela e cheia de sentimento.

Beijinho doce

Graça Pires disse...

Um poema muito sentido, Maria Luísa. As ausências são quase sempre feitas de mágoa...
Uma boa semana.
Um beijo.

Jaime Portela disse...

Por vezes é preciso esconder as lágrimas...
Excelente poema, gostei imenso.
Boa semana, Maria Luísa.
Beijo.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Um poema triste,mas com palavras que nos encantam.
Bjs Maria Luisa,obrigada pela visita e um ótimo final de semana.

Carmen Lúcia

Maria Rodrigues disse...

Quantas ilusões vão inundando o nosso viver.
Lindo poema.
Vi no blogue do nosso amigo em comum o Toninho, que o seu marido iria ser operado hoje dia 9, desejo do coração que a cirurgia tenha corrido bem e a recuperação seja bem rápida.
Um beijinho
Maria

manuela barroso disse...

A beleza na tristeza de um poema que abrange a lágrima da mágoa.
De novo um novo dia sorrirá.
E desejo profundamente que depois da cirurgia do seu marido, a inunde a luz! E a ele Também
Beijinho M. Luísa

Jaime Portela disse...

Como publiquei novo poema, passei para ver as novidades.
E para te desejar um bom fim de semana, amiga Maria Luísa.
Beijo.